Principal
   Notícias Gerais
   Esportes
   Informática
   Variedades
   Eventos
   Educação
   Guia Astral
   Agenda
   Cobertura de Eventos
   Nossa Cidade
   Mural de Recados
   Utilitários
   Contate-nos
   Concursos
 
 
 
 
 
 Login:
 Senha:
 
Parlamento britânico ataca YouTube por mostrar violência sexual
02/04/08 às 14:07 h


O site de vídeos YouTube ganhou espaço nesta terça-feira (1) nas discussões dos parlamentares britânicos. Eles criticaram o Google, empresa responsável pela página, por conta da veiculação de um vídeo com cenas de violência sexual cometidas por uma gangue. Segundo o jornal britânico “Guardian”, o gigante das buscas admitiu que um erro no procedimento de análise de conteúdo permitiu essa veiculação.

O executivo Kent Walker, do gigante das buscas, afirmou que um erro humano permitiu a publicação do vídeo com cenas de violência sexual, que já foi tirado do ar. Ele foi visto 600 vezes antes de sua remoção. “Nossos funcionários analisam muito conteúdo e, em alguns casos, eles simplesmente cometem erros, disse Walker, segundo o “Guardian”.

Os membros do Parlamento envolvidos no caso consideraram “absurdo” que um erro desse tipo tenha sido cometido. Além disso, classificaram como inadequado o fato de os vídeos só serem analisados se forem denunciados pelos visitantes da página. “As pessoas certamente acharão esse procedimento condenável. Ele mostra que o sistema do Google é completamente inadequado”, afirmou o parlamentar Adam Price.

Walker, no entanto, alega que não é viável assistir a todos os arquivos do YouTube – a cada minuto, diz o “Guardian”, a página recebe dez horas de material. Por isso, o executivo afirmou que a melhor solução no combate ao conteúdo inadequado é combinar a denúncia dos usuários com a análise de conteúdo por parte dos funcionários.

Fonte: G1 o Portal de Noticias da Globo


 + Matérias Relacionadas:

Genilton
Ferreira
Administrador do site
e Redator