Principal
   Notícias Gerais
   Esportes
   Informática
   Variedades
   Eventos
   Educação
   Guia Astral
   Agenda
   Cobertura de Eventos
   Nossa Cidade
   Mural de Recados
   Utilitários
   Contate-nos
   Concursos
 
 
 
 
 
 Login:
 Senha:
 
Não erre na hora de gravar
12/02/07 às 22:04 h


Por Jon L. Jacobi - PC World/EUA

Dicas para que seus DVDs (e CDs) fiquem do jeito que você quer

cd_120Os gravadores de CD/DVD já se consolidaram no mundo. Mas uma gravação desajustada pode ocorrer, se os cuidados necessários não forem tomados, deixando você com um brinquedo de segunda categoria nas mãos. Eis aqui os cinco erros mais comuns na hora da gravação e como fazer para evitá-los.

1)VERIFICAÇÃO

Há um mandamento importante a se observar na hora de gravar discos: “irás verificar”. Use a função verificar (ou validar) do seu software de gravação para comparar o que foi gravado com o que foi lido.

Isso evitará surpresas no meio do caminho. Esta função não aumenta as chances de gravar um disco com sucesso, mas fará com que você saiba se tudo ocorreu como deveria. Assim, será possível gravar outro disco, caso algum problema tenha acontecido.

Muitas gravações aparentemente boas irão falhar no momento da reprodução, não porque o disco é ruim, mas porque a gravação, de alguma forma, não ocorreu como deveria.

2)VELOCIDADE

Ninguém gosta de esperar o disco ser gravado, mas usar a velocidade máxima de gravação nem sempre é uma boa idéia. Raramente ocorrem problemas com CDs e DVDs regraváveis, mas com as mídias graváveis a história é outra. Algumas mídias são gravadas corretamente na velocidade máxima, enquanto outras simplesmente não funcionam. Por isso, em vez de tentar identificar o problema, o melhor é diminuir um pouco a velocidade de gravação. Mesmo porque quase não se nota a diferença entre 16x e 20x.

3)MÍDIA ERRADA

No mundo perfeito, escolher a mídia certa não seria problema. Mas é frustrante e vergonhoso reunir a família ou os amigos na frente da TV para ver as fotos ou o vídeo da festa e, na hora H, observar o DVD player travar, depois de todo o trabalho que você teve pra preparar o disco.

Moral da história: escolha uma mídia que você saiba que irá funcionar no tocador em que será reproduzida. No caso de DVDs, isso signifi ca escolher entre DVD±/RW ou DVD-RAM.

Se você comprar uma mídia vazia, sem identificação, siga a regra número 1 e verifique! Mídias de DVD tendem a ser mais confiáveis, mas discos de baixo custo têm mais chances de falhar.

4)ATUALIZE O FIRMWARE

A intensa competitividade do mercado exige que os produtos estejam nas prateleiras cada vez mais rapidamente. Por esse motivo, a versão do firmware (ou do software) do seu gravador pode não ser a mais atualizada.

Caso você não esteja satisfeito com a performance do seu gravador, cheque a existência de novas versões desses componentes no site do fabricante. Mas não se esqueça do velho ditado: em time que está

ganhando não se mexe.

Não há motivo para fazer qualquer alteração, se o gravador estiver dando conta do recado – até os fabricantes aconselham isso.

Um gravador que trava quando você escolhe uma marca de disco diferente pode ser corrigido com um update de firmware. Se você realmente precisa desta atualização, recomenda-se que tome todos os cuidados necessários, como por exemplo fazer backup dos arquivos mais importantes.

5)TAREFAS DEMAIS

Os PCs de hoje são mais do que capazes de lidar com outras tarefas enquanto gravam os discos. Mas uma sobrecarga no processamento pode travar uma gravação quase concluída.

As chances de sucesso aumentam, se o número de aplicativos abertos durante a gravação for pequeno. Você pode executar outras tarefas ao mesmo tempo em que grava seus discos, mas, se puder evitar  este tipo de situação, melhor.

Por isso, no momento da gravação, coloque a mídia no PC, pegue um copo da sua bebida preferida, contemple o universo e não mexa no computador até que tudo esteja terminado.

FONTE: PCWorld - UOL


 + Matérias Relacionadas:

Genilton
Ferreira
Administrador do site
e Redator