Principal
   Notícias Gerais
   Esportes
   Informática
   Variedades
   Eventos
   Educação
   Guia Astral
   Agenda
   Cobertura de Eventos
   Nossa Cidade
   Mural de Recados
   Utilitários
   Contate-nos
   Concursos
 
 
 
 
 
 Login:
 Senha:
 
Justiça ordena bloqueio do Orkut em PE
23/03/07 às 09:40 h


Justiça ordena bloqueio do Orkut em PE

Perfil falso usava imagens pornográficas dos moradores da cidade de Canhotinho.
Em BH, Justiça ordenou exclusão de comunidades sobre fofocas locais.

A Justiça determinou nesta quinta-feira (22) o bloqueio do site de relacionamentos Orkut na cidade de Canhotinho, em Pernambuco, por conta da divulgação de um fotos e informações pornográficas relacionadas os moradores da cidade, informa o site PE 360graus

A Polícia Federal foi acionada para investigar a divulgação das fotos, depois que o Ministério Público recebeu a denúncia da mãe de uma das jovens. O acesso à página está bloqueado e o juiz de Canhotinho, Marcos Vinícius, expediu uma liminar determinando a exclusão do conteúdo.

Até está quinta-feira, nove vítimas foram identificadas, sendo sete delas menores de idade. “Segundo a avô de uma adolescente de 14 anos, que teve sua foto divulgada no site, a menina ficou bastante abalada e passou quatro dias sem sair de casa com vergonha das informações vinculadas sobre ela”, informa a página de notícias.

O promotor Alexandre Bezerra determinou a identificação dos freqüentadores das quatro LAN Houses da cidade, onde os usuários podem acessar a internet mediante pagamento. Além disso, as famílias daqueles que tiveram suas fotos divulgadas foram orientadas a entrar na Justiça contra o Google, empresa responsável pelo site de relacionamentos.


 Fofoca em Minas

Já em Minas Gerais, a Justiça determinou a exclusão da comunidade “Fofocas de Jacutinga”, cidade do interior do Estado com 25 mil habitantes. Segundo a rádio CBN de Belo Horizonte, o prazo para exclusão venceu nesta quarta-feira (21), mas a página continua no ar. Caso a decisão não for cumprida, a empresa terá de pagar multa diária de R$ 2 mil.

Essa comunidade, criada em 20 de janeiro deste ano, tem 117 usuários e tópicos sobre os mais diversos assuntos. Entre eles, a opção sexual dos moradores e a divulgação do nome daqueles que traem seus parceiros.

Fonte: G1.com.br


 + Matérias Relacionadas:

Genilton
Ferreira
Administrador do site
e Redator