Principal
   Notícias Gerais
   Esportes
   Informática
   Variedades
   Eventos
   Educação
   Guia Astral
   Agenda
   Cobertura de Eventos
   Nossa Cidade
   Mural de Recados
   Utilitários
   Contate-nos
   Concursos
 
 
 
 
 
 Login:
 Senha:
 
Bill Gates anuncia afastamento das atividades diárias da Microsoft
08/01/08 às 09:46 h


bill_200O presidente e fundador da Microsoft, Bill Gates, anunciou em seu discurso na abertura da Feira de Eletrônica de Consumo (CES), em Las Vegas, que vai deixar o trabalho diário na empresa que criou e que o tornou bilionário. Gates confirmou que esta foi sua última aparição no evento e disse ainda que agora se inicia uma segunda década digital, "mais focalizada em conectar pessoas".

"Este é meu último discurso de abertura. Em julho deixarei de ser um funcionário em tempo integral da Microsoft para trabalhar totalmente para a Fundação (Bill e Melinda Gates)", assinalou em seu discurso de abertura da CES 2008.

Gates já tinha anunciado que, em julho, deixaria de forma efetiva todos os trabalhos de gestão da Microsoft para se concentrar em suas tarefas filantrópicas através da Fundação Bill e Melinda Gates.

 

Década digital

Durante seu discurso, o magnata qualificou os últimos dez anos como a "primeira década digital" e disse que o período viveu um grande sucesso tanto no desenvolvimento de aparelhos como em suas aplicações.

O multimilionário de 52 anos também assinalou que "esta primeira década foi apenas o princípio". "Nada vai nos segurar na segunda década digital, que estará mais focalizada em conectar pessoas e nas necessidades do usuário", afirmou.

Gates disse que haverá três elementos-chave na nova década digital. O primeiro foi definido por ele como "experiências em alta definição", tanto de vídeo como de áudio.

O segundo elemento citado por Gates foi que todos os aparelhos eletrônicos "estarão conectados por serviços", o que permitirá compartilhar a informação entre uma multidão de usuários sem a necessidade de estabelecer pontes entre os aparelhos eletrônicos.

E o terceiro elemento, que Gates qualificou como "o mais subestimado", são as novas formas de interação com computadores, telefones e outros aparelhos eletrônicos.

 

Faltou força

Gates, entretanto, não tinha muito a exibir em termos de novos aparelhos.

"Parte disso tem a ver com o fato de que a Microsoft está cansada de anunciar novos produtos que não se materializam ou terminam surgindo em forma muito diferente daquilo que era alardeado", escreveu Michal Gartenberg, analista da Jupiter Research, em nota na web.

"Ainda acredito que essa abordagem é positiva, mas um pouco mais de força não teria prejudicado", acrescentou.

Gates anunciou que este seria seu último discurso na CES -- ao menos em seu papel atual -- e exibiu um vídeo humorístico em que diversas pessoas famosas, como o diretor de cinema Steven Spielberg e a senadora Hillary Clinton, rejeitam seus pedidos de emprego.

No futuro, Robbie Bach, que comanda a divisão de aparelhos e entretenimento da Microsoft, responsável por produtos como o console de videogames Xbox 360 e o player de mídia Zune, fará o discurso como representante da empresa.

 

Fonte: www.g1.com.br 


 + Matérias Relacionadas:

Genilton
Ferreira
Administrador do site
e Redator