Principal
   Notícias Gerais
   Esportes
   Informática
   Variedades
   Eventos
   Educação
   Guia Astral
   Agenda
   Cobertura de Eventos
   Nossa Cidade
   Mural de Recados
   Utilitários
   Contate-nos
   Concursos
 
 
 
 
 
 Login:
 Senha:
 
Isenção Fiscal Populariza Windows Vista
29/01/07 às 08:40 h


Isenção fiscal populariza Windows Vista

Software exige PC de configuração robusta, que antes não recebia benefício fiscal.
Desconto de imposto em máquinas de até R$ 4 mil já está em vigor.

 

Na semana que vem, a Microsoft vai lançar a versão doméstica do Windows Vista, seu novo sistema operacional. As medidas para o setor de computadores pessoais, incluídas no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), abrem espaço para que máquinas com esse software sejam beneficiadas. Isso porque os desktops e notebooks de até R$ 4 mil serão contemplados pela isenção de PIS e Cofins, ficando de 10% a 12% mais baratos.

“Estava difícil encaixar micros com o Windows Vista Premium no limite anterior, de R$ 2,5 mil”, afirmou Hélio Rotenberg, diretor-geral da Positivo Informática. “Mas, com as novas medidas, conseguiremos levar esses desktops ao mercado por cerca de R$ 2,8 mil, fazendo com que eles fiquem isentos dos impostos”, continuou ao G1.

A dificuldade citada pelo executivo está no fato de o Windows Vista Premium exigir máquinas sofisticadas, com 1 GB de memória e maior capacidade gráfica. A configuração desses computadores faz com que eles ultrapassem o limite dos R$ 2,5 mil, que era o teto anterior para recebimento do benefício fiscal. Esse limite referia-se aos desktops; os notebooks de até R$ 3 mil também estavam isentos de PIS e Cofins, antes de o valor ser ampliado para R$ 4 mil nos dois casos.

Maior fabricante de computadores pessoais do Brasil, a Positivo vai lançar na próxima semana desktops com o Vista Premim por preços de R$ 2,6 mil e R$ 2,7 mil. Sem a redução, sairiam por R$ 2,9 mil ou R$ 3 mil, segundo a Agência Estado.

A ampliação da faixa de preços beneficiada foi divulgada no “Diário Oficial” desta terça-feira (23) e, teoricamente, os consumidores deveriam encontrar os descontos nas lojas ainda nesta semana. Apesar disso, é bom esperar um pouco antes de ir às compras, já que as redes varejistas podem levar alguns dias para realizar as mudanças.

 

O Extra e o Magazine Luiza -- primeiras empresas a liberarem os descontos de máquinas de até R$ 2,5 mil em meados de 2005 -- ainda mantêm os preços “antigos”. Mas é provável que em poucos dias os consumidores encontrem valores remarcados nas etiquetas.

Benefícios


A medida trará diversos benefícios para o setor de informática. Em entrevista ao G1, especialistas citaram diferentes vantagens trazidas pela isenção de PIS e Cofins, como popularização dos notebooks, redução do mercado cinza (peças contrabandeadas), facilidade na compra de máquinas com configuração robusta e redução de gastos nas empresas que precisam adquirir computadores.

Ivair Rodrigues, diretor da consultoria de tecnologia IT Data, acredita que a iniciativa dará força para os fabricantes ganharem clientes do mercado cinza. “Os notebooks contrabandeados custavam cerca de R$ 4 mil e, com a redução, o mercado legal vai incomodar essas vendas paralelas”, afirma o especialista. Ele lembra que, apesar de o governo perder arrecadação com a isenção fiscal, a recuperação desses valores se dá por meio da maior produção da cadeia oficial, que gera empregos e paga impostos.

Outra vantagem é a maior liberdade de escolha para o consumidor, que poderá adquirir máquinas melhores do que aquelas incluídas na primeira etapa dos descontos. “Antes, alguns produtos com configurações robustas não eram contemplados. Agora, os consumidores poderão ter uma máquina com mais recursos por preço mais baixo e, assim, devemos ver um upgrade [melhora] na configuração dos PCs comercializados”, disse Valéria Molina, diretora do Grupo de Sistemas Pessoais para Consumo da HP Brasil.

Quando fala em máquinas mais robustas, Molina refere-se a maior capacidade de armazenamento, de memória, de processamento e monitores com mais qualidade. Os usuários com necessidades específicas, como aqueles que gostam de jogos, poderão ter uma placa de vídeo compatível com os games modernos e uma tela LCD widescreen, daquelas que aparecem entre os sonhos de consumo. Clique aqui para conhecer algumas das máquinas que receberão o desconto.

Já os laptops devem ganhar mais acessórios, como gravador de DVD e câmera integrada. Os portáteis devem, inclusive, ser os grandes beneficiados dessa iniciativa -- um bom computador sem muitas extravagâncias não chega aos R$ 4 mil, mas os notebooks são geralmente mais caros. A consultoria IT Data estima que a isenção fiscal vai impulsionar a venda dos portáteis e também incentivar a redução de seu valor original, para que se enquadre na faixa de preço beneficiada. “Realmente vai valer a pena comprar essas máquinas de maneira legal”, disse o consultor Ivair Rodrigues.


 + Matérias Relacionadas:

Genilton
Ferreira
Administrador do site
e Redator