Principal
   Notícias Gerais
   Esportes
   Informática
   Variedades
   Eventos
   Educação
   Guia Astral
   Agenda
   Cobertura de Eventos
   Nossa Cidade
   Mural de Recados
   Utilitários
   Contate-nos
   Concursos
 
 
 
 
 
 Login:
 Senha:
 
Violência assusta a população de Boquim...
30/01/07 às 09:27 h


Violência assusta população de Boquim

Texto: Ivaldo José / Foto: Heribaldo Martins

Os moradores e comerciantes da cidade de Boquim estão assustados com o crescimento da violência com vários assaltos, arrombamentos, estupros e assassinatos. Em menos de 15 dias várias lojas comerciais foram assaltadas, dois veículos roubados e o operário José F. de J. foi morto quando reagiu a um assalto. A ousadia dos bandidos é tão grande que algumas das lojas roubadas estão localizadas a menos de 100 metros da delegacia, que tem penas um carro e três policiais civis para fazer o trabalho investigativo.

A comerciante J. B. tem uma loja de móveis, localizada em frente à delegacia da cidade, e na semana passada foi roubada por quatro homens que entraram no estabelecimento pela porta dos fundos. Eles conseguiram abrir uma gaveta onde estava o dinheiro e fugiram levando R$ 1,1 mil. Este roubo foi praticado às 17 horas, e mesmo acionando os policiais que estavam na delegacia, ninguém foi preso. "Estamos precisando de segurança. Vivemos assustados. Eu já disse ao delegado que desse jeito vou ser obrigada a baixar as portas, porque os bandidos estão soltos", comentou. Um detalhe: este foi o segundo assalto a esta casa comercial. Na primeira vez, a comerciante ficou sob a mira de homens armados.

A comerciante M. S. estava em sua churrascaria, quando fazia o balanço para fechar as portas, e três homens armados se aproximaram e anunciaram o assalto. Ela e o namorado foram levados para os fundos da casa comercial, obrigados a abrir a porta e a entregar uma pequena quantia em dinheiro, dois telefones celulares e o tênis do namorado. "O que mais me irritou foi que chamei a polícia, disse a direção para onde foram os bandidos, mas eles preferiram tomar outro caminho’, comentou.

Menos sorte teve José F. de J., que estava em um bar no bairro Rumão, quando durante um assalto acabou sendo morto. Ele tinha pouco mais de R$ 10 no bolso, mas os bandidos que renderam o dono do estabelecimento, também exigiram seu dinheiro. Como tentou deixar o local, acabou sendo assassinado. Próximo a uma fábrica de beneficiamento de laranja, outros bandidos também roubaram uma caminhonete seminova que ainda não foi localizada.


 + Matérias Relacionadas:

Aninha
Mendonça
Repórter e
Redatora