Principal
   Notícias Gerais
   Esportes
   Informática
   Variedades
   Eventos
   Educação
   Guia Astral
   Agenda
   Cobertura de Eventos
   Nossa Cidade
   Mural de Recados
   Utilitários
   Contate-nos
   Concursos
 
 
 
 
 
 Login:
 Senha:
 
Déda: "Tenho o direito de escolher o meu palanque"
19/12/07 às 12:42 h


aninham@itabaianase.com.br

O Governador Marcelo Déda concedeu ontem entrevista coletiva quando da solenidade de entrega de novas máquinas e equipamentos para o DER. Os principais pontos:

Eleições:

Marcelo Déda disse que só depois do Carnaval começará para valer a discutir as eleições municipais de 2008 no interior. A idéia é definir como a coligação que apóia o seu governo deverá se comportar. "Vamos analisar onde é possível fazermos esforços para unificar o palanque. Vamos compreender onde os palanques não puderem ser unificados e vamos compreender a minha posição e o meu papel: eu tenho compromissos e irei cumprir todos aqueles compromissos", garantiu o governador.

Incógnito

Déda garantiu que subirá nos palanques onde esteve durante a sua campanha ao governo do Estado. Quanto a uma possível candidatura do deputado federal Jackson Barreto (PMDB) à prefeitura de Aracaju, o governador disse que "um dos maiores problemas que se pode ter na política, é você sufocar desejos". Déda entende que, até pode reprimir este desejo, mas depois, "os problemas aparecem durante a campanha".

Reflexão

"Não encontrando (o consenso), eu tenho o direito de escolher o meu palanque. Não vou forçar. Vou trabalhar o tempo tido pela unidade. Não vou forçar gente de maior idade a aceitar ponderações. Mas se houver dois palanques eu vou escolher o que vou subir. Estou dizendo aqui (hoje), dezembro, vem aí o Natal, tempo de reflexão e paz, o Pré-Caju e o Carnaval. Na hora que as pessoas estiverem relaxadas vamos sentar para discutir", finalizou Déda.

Na rua

M

arcelo Déda assegurou ontem que participará ativamente da campanha que elegerá o prefeito de Aracaju em 2008 e não ficará acompanhado tudo "de gabinete". A afirmação foi feita durante um almoço com vereadores e o prefeito Edvaldo Nogueira. Déda faz questão de liderar a eleição que considera a mais importante dos últimos tempos, já que coloca sob avaliação do povo as propostas antagônicas dos maiores grupos políticos do Estado na atualidade. É ele de um lado e João Alves do outro.

Adversários

O governador também deixou claro que respeita e tem a exata noção da dimensão política dos seus adversários. "Sabemos que não será uma eleição fácil, mas não temos medo do confronto. Vamos para as ruas da cidade mostrar porque o nosso projeto político é superior e, mesmo sabendo que enfrentaremos adversários poderosos, temos plenas chances de vencer", afirmou. Agradecendo aos vereadores pelo "comportamento ético", Déda reafirmou que estará ao lado dos que lhe apoiaram nas últimas eleições.


 + Matérias Relacionadas:

Aninha
Mendonça
Repórter e
Redatora